Tag: mudanças

Das mudanças

“The world is changed. I feel it in the water. I feel it in the earth. I smell it in the air. Much that once was is lost, for none now live who remember it.

Alguém disse ou escreveu que a única constante da vida é a mudança. Já falei tanto de mudança por aqui. O problema é que agora eu estou mais cansada, menos aberta a estas tantas novas mudanças. Na verdade eu não estava nem um pouco preparada para a maior mudança de todas: a ausência de Dalvinha na minha vida. Perto disso, todo o resto é quase futilidade. Não deveria, mas é como se fosse.

E nessa de mudar tudo de novo, estou aqui, no blog novo (thanks by the way ao Roney, ao Bruno Nin e ao Cristiano) direto do quarto novo (thanks pra Cissa) tentando manter a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranquilo. Batalhando para ser eu mesma novamente, a tarefa mais difícil dos últimos tempos.

Reencontrar é preciso.

Em tempo: para os não iniciados, a citação no início do post é de Galadriel em O Senhor dos Anéis.

Me mudei. De novo. Ou Cortinas de Lumiére.

E ainda não tenho cortinas. Janelas grandes, e a iluminação exterior que enche de amarelo o quarto recém habitado. Soubesse eu fazer poesia, faria. Não sabendo, pedi. E A.B. atendeu. Compreendendo, como sempre, mais do que eu mesma.

Cortinas de Lumiére

Se saudade fosse
sólida como parede
a luz do mundo, lá fora
usaria tal tela
pra contar uma estória

De uma nova chance
Da liberdade
De um canto só seu
De uma música que só você dança

Aqui, ali e acolá

O Blog tá meio paradão mas eu não! Muita coisa nova acontecendo ao mesmo tempo. Por conta do novo emprego eu mudei de cidade. Meu Rio de Janeiro virou destino de fim de semana. Fui pro interior e ainda estou acertando meu ritmo com o da cidade. Ainda vivo um momento de improviso, com gaveteiros de plástico e uma arara no quarto. Mas a receptividade dos colegas de trabalho e de algumas outras pessoas por lá já me provaram que novos amigos de infância chegaram à minha vida e não vai demorar muito para eu me sentir em casa. E assim também acontece com minha vidinha virtual. O TeS não é mais meu único endereço. Além do @tudoemsimas, você me acha também palpitando no novíssimo Mulherada e no pé quente Magia Rubro-Negra. Apareçam, na Tijuca ou em Resende, no Twitter ou nos blogs, e fiquem à vontade. Mis casas, sus casas.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén