Impotência

Não estou vivenciando ou presenciando in loco o caos na cidade do Rio de Janeiro. Comentei no último post que estou a 200 quilômetros de distância. Mas isso não diminui o aperto no meu coração. Eu juro que o lugar onde eu mais queria estar agora era lá. No meio do turbilhão, mas perto da minha família e amigos. É um dos sentimentos mais angustiantes que me lembro ter sentido na vida. Total impotência. E um tanto de revolta. Tenho ciência de que o volume de água foi absurdamente maior do que o natural. Mas me revolta ter que encarar o fato que temos que viver cada tragédia como se fosse a primeira vez. Me revolta ver que mudam os governantes e nenhum deles nunca nos dará a mínima infra-estrutura para que a gente tenha alguma chance nessa frequente luta contra o imprevisto. Me revolta ver que o povo continua jogando lixo na rua e destruindo encostas mesmo sabendo que isso nos condena todos ao caos notório das últimas 30 horas. Me revolta – e muito me entristece -estar longe de quem amo e me sentir impotente. 

Sobre Cacau

Carioca. 38 anos. Analista de Relações Internacionais. Flamenguista (herança do S.Beleza). Manqueirense (sambista sempre). Taurina. Soprano. Ruiva (quase sempre, por insistência). Chorona. Apaixonada pela sua família. DVDmaníaca. Fã de MPB, Rock, BRock, Samba e 70's songs. Viúva do Vinícius. Órfã da Maldita. Cantora sem talento. Lamenta não ser contemporânea do Elvis ou Elis. Quer aprender Tango. Viciada em Big Mac e Pinball no PC. Adora futebol E football. Troca facilmente um longo telefonema pela mesa do bar mais próximo. Vive bancando a ostra. Está sempre atrasada. Karateca cuja promissora carreira foi interrompida por uma fratura na mão direita. Lê mais que a média e menos do que deveria (ou gostaria) assim como viaja menos do que merece. É um fracasso em finanças pessoais. Quer ganhar qualquer grana na raspadinha, mas nunca as compra. Curte noitadas de Quizz e Karaokes. Tem insônia semanalmente. Adora dar presentes. Odeia sentir-se impotente. Devotada aos amigos e aos amores.
Esta entrada foi publicada em Carioquês e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 Responses to Impotência

  1. Anonymous disse:

    Toda tragédia nos faz sair da toca e questionar os acontecimentos. A maioria da benfeitorias acontecidas na humanidade, foram criadas após um evento catastrófico , ou sofrimento de alguém. Esperemos então que ao menos sirva para nos previnir e organizarmos para o futuro. A natureza esta alertando. Não poderemos ficar inertes mais.
    bjs

  2. vanessafoto disse:

    Claudia,

    boa tarde.

    A Petrobras gostaria de te mandar um Press-Release, e para isso precisamos de algumas informações: nome completo, telefone, endereço completo, tamanho de camiseta e time do coração.

    Fique a vontade para entrar em contato comigo e se possível enviar as informações ainda hoje por favor!

    Muito obrigada,

    Vanessa Marques
    vanessafoto@uol.com.br
    Assitente de Produção / colmeia
    http://www.colmeia.tv

Deixe uma resposta