Tô passada. Arrasada… Me sentindo a mais burra das mortais. Faculdade, Pós-Graduação, leituras e mais leituras de textos e mais textos diversos, excelentes e chatíssimos também e sou obrigada hoje a reconhecer minha total e irrestrita ignorância. Mas será que alguém vai me tirar da lama? Será que mais alguém compartilhará esse sentimento tão, tão, tão deprimente?

Seguinte, lá vai minha confissão: eu nunca desconfiei, nunca fiz a menor idéia de Malba Tahan é apenas um pseudônimo! Pior: de um brasileiro!!!!!! Que vergonha! Sabem o que isso quer dizer? Que apesar de ter lido “O Homem que Calculava” duas vezes eu nunca li o raio da orelhinha do livro!!!

AHHHH!

Nunca vou me perdoar….