Presente:
do lat. praesente
s. m., dádiva; dom; oferenda.
Aqui o presentinho da ReB (que já havia nos presenteado com o lay-out do blog) veio na forma de um selinho para ser usado e abusado. Fofo não? Oficialmente ele vai ficar ali embaixo, na sessão recém aberta chamada “O carteiro e o Poeta”. Assim que eu descobrir como se alinha a caixinha com a tag pra facilitar eu coloco lá também, combinado? Obrigadíssima, Rê!

adj. 2 gén., que assiste pessoalmente; que está no lugar em que se fala.
Aqui a reflexão da minha presença. Adoro o blog. Companheiro fiel, bem ao estilo d”O Caderno”, de Toquinho e Mutinho. Mas sou indisciplinada por demais. Me cobro muito. Tenho muitas coisas para escrever e a impressão de que nada vai ser interessante o bastante para ser lido. Ou mesmo não rascunho quando o pensamento surge e ele se esvai no passar no dia ou da noite. E quando respirei fundo e fui visitar meus bons companheiros, descobri que alguns estão, na verdade, ausentes por tempo inderteminado. Têm seus motivos oras. E aí eu paro para pensar se não deveria fazer o mesmo. Mas nem para isso tenho disposição. Prefiro deixá-lo aqui, portas abertas principalmente para mim mesma. Refúgio.

s. m., atualidade; tempo verbal que designa atualidade da ação.
E agora um desabafo. A impressão de que estou perdendo o presente ansiando pelo futuro. Tem sempre algo para acontecer e esse algo sempre me distrai. E não dá para apertar “<<" no controle remoto... Quando eu vi, já virou passado. Humpf! Alguém quer me dar um sacudão? Obrigada!